Os EPIs são ferramentas muito importantes para proteger a saúde e vida do trabalhador, pois sua principal função é evitar a exposição a qualquer tipo de acidente ou ferimento. O seu uso é determinado pela norma técnica NR 6, que estabelece que EPIs sejam fornecidos de forma gratuita ao trabalhador, para o desempenho de suas funções dentro da empresa.

As Normas Regulamentadoras são ferramentas de exigência da legislação trabalhista, quando não obedecidas, o trabalhador ou empresa podem sofrer ações de responsabilidade civis ou penais. O empregador poderá vir a responder na área criminal ou civil, além de ser devidamente multado pelo Ministério do Trabalho. Já o funcionário, por sua vez, está sujeito a sanções trabalhistas, podendo até mesmo ser demitido por justa causa. Recomenda-se, diante disto, sempre registrar em documentação apropriada quanto ao fornecimento do EPI e treinamentos ministrados, para eventuais esclarecimentos em causas trabalhistas.

Cada equipamento possui uma forma correta de utilização e manutenção, vamos conferir alguns:

Luvas:
Existem diversos tamanhos e especificações em cada tipo de luva no mercado, sendo cada uma específica para determinados serviços. O trabalhador deve se atentar ao tamanho ideal para a medida de sua mão, utilizando-se das informações na embalagem, devendo ser substituídas sempre que apresentarem desgaste.

Respiradores:
Também chamados de máscaras, são responsáveis por proteger o trabalhador de possíveis intoxicações que podem acarretá-lo. Seus filtros nunca podem estar saturados, devem estar sempre muito bem limpos e higienizados. Se usados da maneira incorreta podem ser desconfortáveis ou até ineficazes. O armazenamento deve ser em local seco, limpo e de preferência em um saco plástico.

Viseira e Óculos:
Importante para proteger o rosto contra respingos durante o trabalho, devendo ser o mais transparente possível e bem encaixada, para não embaçar ou distorcer as imagens ao seu redor. É possível substituir os óculos pela viseira, para proteger não apenas os olhos, mas também o rosto. Além disso, o suporte não deve deixar a viseira ficar totalmente encostada ao rosto.

Os EPIs devem ser mantidos em boas condições de uso e precisam ter um Certificado de Aprovação de um órgão competente, para garantir que estão em conformidade com as determinações do Ministério do Trabalho.

Tanto empregados quanto empregadores devem entender a real importância do uso dos EPIs e a maneira correta da utilização de cada um no dia a dia da empresa. É importante escolher um local específico para vestir e retirar os EPIs.

Após usá-los normalmente a sua parte externa fica contaminada, por isso evite o contato das áreas do equipamento com o corpo. Retire sempre com cuidado e se precisar usar as mãos, utilize a ponta dos dedos, sempre higienizando-se com água e sabão ou álcool gel 70%. Se o EPI não é descartável, você pode higienizá-lo de acordo com as instruções da embalagem ou profissional da área.

O importante é sempre manter a prevenção e não cair em alguns mitos que se conta sobre os EPIs, como serem desconfortáveis, não úteis ou muito caros. Procure sempre ajuda de alguém que entenda do assunto para te auxiliar.

Gostou do conteúdo? Comente e deixe a sua sugestão para os próximos!

E lembre-se: na Megaço você encontra tudo que precisa para a sua segurança, uma linha completa de EPIs, como: Óculos de proteção, luvas de todo tipo, viseiras e muito mais!

Enviar
Precisa de ajuda?
Olá, tudo bem?
Como podemos te ajudar?